Como verificar e-mails

Atualmente, os e-mails são uma das principais formas de comunicação on-line. Por meio deles, é possível compartilhar arquivos, enviar mensagens e manter contato com amigos, familiares e colegas. No entanto, embora os e-mails sejam uma ferramenta útil, eles também são vulneráveis a erros e problemas de segurança. É por isso que é importante saber como verificar e-mails, para garantir que estamos enviando e recebendo informações precisas e seguras.

Neste artigo, discutiremos algumas maneiras de verificar e-mails para garantir que sejam legítimos e seguros. Discutiremos como verificar o endereço de e-mail do remetente, como verificar anexos, como verificar se um e-mail é um e-mail de phishing e como proteger seu próprio endereço de e-mail.

1. verifique o endereço de e-mail do remetente

Uma das primeiras medidas a serem tomadas ao verificar um e-mail é verificar o endereço de e-mail do remetente. Os e-mails fraudulentos geralmente usam nomes de domínio semelhantes ou até idênticos aos de empresas legítimas, mas com pequenas diferenças. Por exemplo, um e-mail fraudulento que parece ser do “paypal.com” pode, na verdade, ser do “paypall.com” ou “pay-pal.com”. É importante verificar cuidadosamente o endereço de e-mail do remetente antes de clicar em qualquer link ou fazer download de qualquer anexo.

2. revisar os anexos

Os anexos podem ser outra fonte de problemas de segurança de e-mail. É importante verificar todos os anexos antes de fazer o download ou abri-los. Os anexos podem conter vírus, malware ou links maliciosos. Se você não estiver esperando um anexo, é melhor não abri-lo. Se você estiver esperando um anexo, é importante verificar se ele é de uma fonte legítima antes de abri-lo.

3. Verificar se um e-mail é um e-mail de phishing

Os e-mails de phishing são um tipo comum de fraude on-line que se faz passar por uma empresa ou pessoa legítima para obter informações pessoais ou financeiras. É importante saber como reconhecer um e-mail de phishing para que você não caia na armadilha. Alguns sinais de alerta incluem:

  • Solicitações de informações pessoais ou financeiras, como senhas, números de cartão de crédito ou informações de contas bancárias.
  • Links suspeitos que não parecem ir para o site legítimo de uma empresa ou que contêm erros de ortografia.
  • Mensagens de urgência ou ameaças de consequências negativas se não forem tomadas medidas imediatas.
  • Solicitações para transferir dinheiro ou clicar em links que possam parecer suspeitos.

Se houver suspeita de que um e-mail seja um e-mail de phishing, é importante não fornecer informações pessoais ou financeiras e não clicar em nenhum link. Em vez disso, a empresa ou pessoa legítima deve ser contatada por telefone ou e-mail usando as informações de contato em seu site oficial.

4. Proteger nosso próprio endereço de e-mail

Por fim, é importante proteger seu próprio endereço de e-mail contra comprometimento ou uso para fins maliciosos.

Os serviços profissionais de verificação de e-mail usam uma combinação de técnicas para validar e verificar a autenticidade dos endereços de e-mail. A seguir estão algumas das técnicas mais comuns usadas nesses serviços:

1. validação sintática: essa técnica envolve verificar se o endereço de e-mail está em conformidade com os padrões de formatação e sintaxe estabelecidos pelo setor. A validação sintática é realizada por meio de algoritmos e padrões que verificam se o endereço de e-mail contém os caracteres e as estruturas apropriados.

Validação de domínio: a validação de domínio envolve verificar se o domínio do endereço de e-mail é válido e existe. Essa técnica envolve verificar se o servidor de correio eletrônico do domínio está ativo e pode receber e-mails.

3. Validação da conta de e-mail: A validação da conta de e-mail envolve verificar se a conta de e-mail existe e é válida. Essa técnica é feita enviando um e-mail de teste para o endereço de e-mail e verificando se há uma resposta válida.

4. Validação de endereços de e-mail descartáveis: os serviços de verificação de e-mail também podem usar técnicas para identificar e remover endereços de e-mail descartáveis ou temporários, que são criados para uso temporário e excluídos após um período de tempo especificado.

5. Verificação de e-mail em massa: os serviços de verificação de e-mail também oferecem opções de verificação em massa que permitem aos usuários verificar um grande número de endereços de e-mail ao mesmo tempo.

6. Verificação de e-mail de terceiros: alguns serviços de verificação de e-mail também usam bancos de dados de terceiros e ferramentas de verificação de e-mail para verificar a autenticidade dos endereços de e-mail.

Em resumo, os serviços profissionais de verificação de e-mail usam uma combinação de técnicas de validação sintática, validação de domínio, validação de conta de e-mail, verificação de endereço de e-mail descartável e ferramentas de verificação de e-mail de terceiros para validar e verificar a autenticidade dos endereços de e-mail.

como podemos usar uma API para validar um e-mail

Para usar uma API para verificar um e-mail, as seguintes etapas devem ser seguidas:

1. registrar-se para obter uma chave de API: antes de usar uma API de verificação de e-mail, é necessário registrar-se e obter uma chave de API. A maioria dos provedores de serviços oferece diferentes planos de preços para atender às necessidades do usuário.

2) Integre a API ao seu aplicativo ou site: Depois que a chave da API for obtida, ela deverá ser integrada ao seu aplicativo ou site. Isso envolve a implementação da lógica de programação necessária para fazer chamadas de API e receber as respostas correspondentes.

3. Enviar solicitação de verificação: depois que a API estiver integrada ao seu aplicativo, você poderá enviar solicitações de verificação para a API. A solicitação deve incluir o endereço de e-mail a ser verificado.

4. Receber resposta da API: depois de enviar a solicitação de verificação, a API processará a solicitação e enviará uma resposta. A resposta incluirá informações sobre se o endereço de e-mail é válido ou não e também poderá incluir informações adicionais sobre o endereço de e-mail, como o nome do domínio e outros detalhes.

5. Tomar medidas com base na resposta: após receber a resposta da API, é importante tomar as medidas adequadas com base nas informações recebidas. Por exemplo, se o endereço de e-mail for inválido, convém solicitar ao usuário que forneça um endereço de e-mail válido. Se o endereço de e-mail for válido, você poderá continuar com o processo de registro ou enviar e-mails.

Em resumo, para usar uma API de verificação de e-mail, é necessário registrar-se para obter uma chave de API, integrar a API ao seu aplicativo ou site, enviar solicitações de verificação, receber respostas da API e tomar medidas com base na resposta recebida.

Vou lhe dar um exemplo de como implementamos a API para verificar e-mails no Google Sheets para verificar e-mails. O mesmo que se aplica ao Google Sheets pode ser usado no Google Forms ou em ferramentas como o Excel. O princípio é o mesmo.
Para verificar um e-mail no Planilhas Google, precisamos criar um script que faça as chamadas à API. Como você pode ver na imagem, a invocação é muito simples, só precisamos fazer a chamada Rest.

como verificar e-mails com o Planilhas Google

No caso da implementação que fizemos, o processo de validação de e-mail é iniciado clicando em uma opção de menu que chama a função Google Sheets App Script. Isso é totalmente personalizável.

Se você é cliente da Verificaremails e deseja ter acesso à planilha de verificação de e-mail com o Google Sheets, entre em contato conosco por meio do formulário e nós lhe daremos acesso.
Para finalizar, você viu como verificar e-mails usando uma implementação da API. As principais técnicas usadas pelos serviços de verificação profissional e como podemos validar manualmente a veracidade de um endereço de e-mail que nos envia uma mensagem. Espero que você tenha gostado 😉

— MEJORA LA CALIDAD DE TUS DATOS DE FORMA SIMPLE —

vERIFICA EMAILS
TELÉFONOS,
DIRECCIONES POSTALES
NOMBRES Y aPELLIDOS...